Translate

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Aquele momento em que percebeu que afinal é um escravo dos TPC

Ontem ao jantar:
Gonçalo (8 anos): Mãe, a professora não ficou zangada de eu não ter feito TPC nas férias.
Eu: Não disseste a verdade à professora, Gonçalo. A professora pediu apenas que lesses e que estudasses a tabuada, fizeste muito mais do que isso!
Ele: Ó mãe isso é mentira, eu só li!
Eu: Ai foi?! Então deixa-me que te diga: Trabalhaste a Matemática, onde se incluí as tabuadas, quando jogaste ao Monopólio com o Didi, brincaste aos supermercados com a Clarinha, quando foste à mercearia sozinho - pagaste e conferiste o troco, quando fizeste construções com o Tangram, dividiste bolos em partes iguais para ti e para os manos, contaste os pontos nos nossos jogos de cartas, calculaste os quilómetros que nos faltavam para chegar e os que já tínhamos feito ao longo de um dia inteiro!
Em relação à Língua Portuguesa, não te lembras de corrigir as palavras da Clarinha e do Miguel? E quando leste para eles? E quando te puseste a inventar notícias em revistas e a contar as anedotas que leste? Já para não falar de quando nos ajudaste no trânsito… leste os sinais de trânsito, as placas com a localização e ainda arranjaste tempo para ler a publicidade que aparecia…
De cada vez que explicaste aos manos porque não podem aproximar-se do fogão, da necessidade de lavarem as mãos antes das refeições, puxar o autoclismo, não se baterem, esperarem pela vez deles para andarem nos baloiços, ... ah e quando voltaste a colocar um ninho no sítio depois do Simão o ter mandado ao chão... estavas a fazer TPC de Estudo do Meio!
Ele: (A olhar para mim de olhos esbugalhados e de boca aberta, acrescenta, entusiasmado, mais um rol de actividades, por fim, diz-me, com um ar estarrecido)
Ó MÃE! Então e tu não me disseste nada?! Agora tens de mandar uma mensagem à professora a contar isso tudo, ouviste?
E eu que só queria um casalinho...
A Mãe dos Quatro!
#eeuquesoqueriaumcasalinho
#amaedosquatro

Sem comentários:

Enviar um comentário