Translate

segunda-feira, 3 de julho de 2017

Cansei!

Apetece-me desabafar, mas antes pergunto: - Já tinham visto uma lagosta com olhos azuis ou verdes ou lá o que é isto?!
Foi o estrago do dia de praia de ontem.
Tenho vergonha de mostrar o resto… estou assim até ao mindinho, exceptuando o generoso desenho BRANCO de um fato de banho. Estou deslumbrante, só vos digo!
Pus toneladas de creme e estive à sombra! Conclusão: tenho pele de bebé mas só naquilo que ela tem de pior…
Ahhh mas tenho de carpir mágoas, caso contrário, afogo-me!
O estrago da praia passou-me a pele e acertou-me noutro sítio – no olhar sobre mim mesma!
O homem diz que a última vez que fomos à praia, sem exercer uma função puramente de vigilância e entertrainer de criancinhas, foi há uns 5 anos. Não me lembro...
Mas ontem FUI À PRAIA! Tive espaço e tempo para estar sozinha comigo, em pleno! Também pude estar com o homem e com um dos meus filhos como há anos não estava.
Mas… dei por mim a não querer ir à água com eles porque o fato de banho mostrava as lombas laterais e à retaguarda; porque era feio - mas o único onde me consegui enfiar; porque as pimpinelas ficavam esborrachadas e pareciam chegar aos tornozelos - quando na verdade só passam um bocadinho dos joelhos; porque as pernas, qual troncos, roçavam tanto uma na outra que quase deram origem a um fogo; porque não esconde o belo par de maminhas que se formou nas minhas costas - por cima das ancas torneadas a bolas de berlim…
E aquela fase típica das fotos?! Hã, hã, atão não… Não passou dos cotos...
NÃO PODE SER!
Já desconfiava, mas ainda não me tinha apercebido do quão me sentia mal comigo mesma, independentemente dos outros, das outras, da idade, dos filhos, do homem…
Eu ia para a praia, mas havia dias que literalmente nem me lembrava de me despir. Era como se o corpo existisse apenas com a tal função de vigiar, brincar, entreter… Eu lá tinha tempo para me preocupar comigo - desde que não me saltasse uma mama…
Ontem não. Ontem fui à praia e foi tão violento que tomei uma decisão: - vou atirar-me de corpo e alma ao resgate do amor pelo que vejo no espelho!
Pronto, mas isto é só para depois das férias, lá para o fim do mês. Prometo que conto tudinho, só adianto que o passo foi dado hoje e já não posso voltar atrás…
Bem, agora tenho de ir enfardar toda uma piscina olímpica de arroz doce que a minha rica maezinha fez… pontaria do caraças!
E eu que só queria um casalinho...
A Mãe dos Quatro!
#eeuquesoqueriaumcasalinho
#amaedosquatro
#clinicamea
#nutribanza
#lostcolours

Sem comentários:

Enviar um comentário