Translate

sábado, 3 de junho de 2017

Aliança, fora!

No sábado passado andei em pinturas o que me obrigou a tirar a aliança.
Resolvi juntar o útil ao agradável e testar o homem… #paravariar Objectivo: Indagar quanto tempo passava sem ele notar que eu andava sem o nosso símbolo do amor eterno...
Não tentem isto em casa! Estas experiências são levadas a cabo por uma profissional experiente!
Há coisas que custam horrores mas que têm de ser feitas! #adoro
Sou tão amorosa que considerei o exagero de 47/48 horas e 37 minutos como o tempo para o homem dar conta da terrível situação. Obviamente que era sua obrigação reparar no segundo a seguir, mas... sou assim, que fazer? Aguardei pacientemente. #maisoumenos
Passou um dia e outro, outro e mais outro, enquanto eu ia acumulando o azedume… (E ele também, já que não percebia de onde vinha todo aquele meu afecto extra pela sua pessoa…). #supostamente
Ontem à noite, prestes a fazer uma semana… Passei-me!
Disse, de mim para o meu nervo a borbulhar: “Enough is enough”!
Chamei-o ao quarto, com aquele tom meiguinho na voz:
Eu: ÓOOOO PEEEEEEEEEDRO!!!
Ele: Uuuuuuui! Vem lá coisa…
Eu: Não notas nada em mim, não é?! NADA!
Ele: (Olhou-me dos pés à cabeça, com cara de canguru diabético).
Estás mais gor… (ia-o abatendo com o olhar) … quer dizer, pintaste o cabelo?! Depilaste as sobrancelhas?! Roupa nova, é isso, não é?! Essa t-shirt…
Eu: Comprei nas férias, há 5 anos!!! (Eu já bufava…).
Ele: Hummmmm creme na cara?! Pestanas novas?
Eu: Ainda me gozas… Esquece, isto é demais para mim!
(Virei costas num movimento de pernas perfeito e, tão veloz, que até meu cabelo esvoaçou…).
Adorava ficar-me por aqui, nesta singela história, que tudo tinha a meu favor e de todas as mulheres que, como eu, podem aparecer de cabelo rosa florescente, que os seus maridos não notam! #tamojuntas!
Mas pronto, vamos lá a isto… #dóimuito
Estava eu, a rebentar de razão, prestes a bater a porta #doquarto, quando oiço:
Ele: Será que estavas a referir-te à nossa aliança?! Há uma semana apanhei-a do chão do WC…
Eu: (Só gemi… baixiiiiiiinho… ok, e gaguejei qualquer coisa impercetível… e tentei acordar o neurónio para me ajudar a arquitetar uma boa vingança… mas estava morto morrido, nem se mexeu!).
Ele: Ao fim de uns dias, deixei de achar piada ao facto de não dares pela falta dela… vendi-a!
Eu: Hã?! Tu o quê?! Achas que acredito nisso?! HAHAHAHAHAH que coisa tão parva! Há coisas com as quais não se brinca, Pedro Marques!!! #sóeuéqueposso
Ele: Agora que estás mais calma #not olha lá tu para mim…
(Leva o mindinho anafado até ao olho e finge que está a coçar-se, a estúpida da aliança, estava ali mesmo, a estrafegar aquele dedo gordo! O meu neurónio permanecia inanimado…).
… Tenho andado sempre com ela e tu… nada! Hoje ia ter uma conversa contigo, poupaste-me o trabalho…
E eu que só queria um casalinho…
A Mãe dos Quatro!
#eeuquesoqueriaumcasalinho
#amaedosquatro

Sem comentários:

Enviar um comentário