Translate

quarta-feira, 3 de maio de 2017

Não faço nada de jeito!

Como é habitual, também nesta manhã, fartei-me de chamar pelo Miguel (4 anos), depois de o pai o ter acordado para ir para a escola.
Como sempre, pedi ao Gonçalo para ir ver se o rapaz tinha voltado para a cama.
O Gonçalo chama por mim, assustei-me, vou a voar até às escadas e deparo-me com este cenário...
Nunca tinha acontecido tal coisa, o miúdo desmaiou de sono no topo das escadas! Até ressonava!!!
Chamei o homem e disse-lhe que seria malvadez mandar o menino neste estado para a escola, enquanto eu ficava em casa com a mais nova.
Peguei nele e deito-o na cama (nem pestanejou).
Assim que o homem bate a porta e sai com os mais velhos, oiço o Miguel a descer as escadas. Vou ter com ele, e enchi-o com as mariquices matinais do costume.
Ele: O pai?! Os manos?!
Eu: O pai foi trabalhar e os manos foram para a escola.
Ele: Então e eu?!
Eu: Amor, estavas tão cansado que adormeceste nas escadas. Voltei a pôr-te na cama e hoje não vais à escola. Ficas com a mamã! Não é tão bom?
Ele:(Choro, muuuuuuito choro, daquele com direito a atirar-se em prancha para o chão e a deixar tudo ranhoso...).
Enfim, ser mãe tem esta coisa extraordinária de sentir que nunca se faz nada de jeito...
E eu que só queria um casalinho...
A Mãe dos Quatro!
#eeuquesoqueriaumcasalinho #amaedosquatro

Sem comentários:

Enviar um comentário