Translate

quinta-feira, 9 de março de 2017

Dia de futebol é dia santo na loja!

Adoro quando joga o clube do homem!
São quase duas horas de magia transcendental espalhada cá por casa…. Tem um impacto tão forte que dura e dura e dura até ao dia seguinte! Deixo apenas 10 dos vários motivos do meu encantamento:
1º Aconteça o que acontecer o homem chega SEMPRE a horas do apito inicial! 
Nestes dias não há trabalho de última hora, acidentes ou arranjos na estrada, avarias em automóveis - nem sequer há trânsito! Não tem de passar numa caixa multibanco ou numa bomba de combustível antes de vir para casa - NADA! A estrada encolhe, chega num tirinho!
2º Assim que o homem entra em casa NINGUÉM quer ver TV, eu então… 
Prefiro 500 vezes sentir-me dentro do estádio! O volume do som é de tal maneira que sinto vibrar em mim, em "stereo", a histeria das claques! Este camadão de barulho acciona AUTOMATICAMENTE no corpo e na alma dos miúdos aquele fenómeno que só a malta com filhos conhece. Para quem não sabe deixo apenas um cheirinho: Maracanã lotado em dia de desfile de Carnaval com um arrastão semelhante ao que houve em Carcavelos corria o ano de 2005 … Estão a ver a coisa? Estão?! É pior!
3º O jantar fica milimetricamente pronto, SOZINHO! E é cronometrado e programado para ser servido precisamente à hora do intervalo, NÃO FALHA! 
E ainda mais espectacular que este truque, digno do Cirque du Soleil, é que o tempo que demoramos TODOS a enfardar à pressa a refeição é exactamente o tempo que demora o intervalo do jogo! E só às vezes é que algum se engasga!!! #fantastico
4º A cozinha e a sala de jantar AUTO-LIMPAM-SE! 
É vê-las num frenesim a ajudarem-se uma à outra… Até o frigorífico entra em cena para arrumar em recipientes os restos da comida que sobrou do jantar de 15 minutinhos e a máquina de lavar loiça escancára a porta de tal maneira que é ver a baixela a sprintar e a colocar-se nos refegos da máquina!
5º O relógio pára e portanto as criancinhas não têm de ir para a cama! 
Às horas que o jogo terminar, sejam elas quais forem, o tempo volta a funcionar, os putos são descongelados no micro-ondas (enquanto o homem fuma o seu cigarrucho) e depois tratamos deles como se fosse um dia igual aos outros…
6º Não preciso de tomar o meu banho nocturno!
São dias em que até o suor, a sujidade e o stress, que costumo libertar debaixo de água, estão alegremente sentados a ver futebol com o homem! Só insisto em tomar banho porque não tenho mais nada para fazer ou quero arranjar problemas ao desgraçado que nem pode ver o futebol descansado sem estar preocupado que os filhos chamem…. (Até porque ele nestes dias transpira tanta preocupação por tudo o que não se passa dentro da TV que o cheiro chega a Vila Velha de Ródão).
7º O barulho não impede os miúdos de adormecer!
Nem tão pouco os acorda, portanto, a TV estupidamente alta, o homem gritar, vociferar, gemer, dar murros, comemorar golos parvamente, funciona como canções de embalar…. Quanto mais alto, mais embala!
8º Não há assuntos importantes de adultos para falar! 
Nem tão pouco preciso de um beijo de boa noite, o romantismo do dia já me é o bastante, por isso, só lhe volto a pôr a vista em cima no dia a seguir… #nemseisedorme
9º No dia seguinte persiste um pozinho de efeito maravilha e como todos dormiram mais horas do que as usuais são manhãs zen… 
Só não peço ao homem, aos gritos, para me fazer um filho porque já temos que chegue, tudo o resto lhe peço carinhosamente fazendo uso de uivos lancinantes... #eleadoraosmeusgritosdeamor <3
A vontade de espalhar estalos por tudo e todos também é inexistente… Ou seja, a coisa flui… naturalmente… como uma leve brisa a agitar as pétalas de uma delicada flor, em plena primavera… Até ouço e vejo anjinhos nús a tocar harpa! #assimquemedesaparamaloja
10º Fico a ansiar pelo próximo jogo!
Com palpitações, tiques nervosos e desejos secretos #sóparaquemnãoquerver que a TV se espatife num dia desses… de sol. #aofinaldodia
E eu que só queria um casalinho...
A Mãe dos Quatro!
#eeuquesoqueriaumcasalinho
#amaedosquatro
#tamojuntas
#benfica
#futebol
#desportorei

Sem comentários:

Enviar um comentário