Translate

domingo, 12 de março de 2017

Desculpa!

Ontem, antes do jantar, o ambiente era de cortar à faca!
O cansaço do dia deixou-nos KO!
Parecíamos os Marretas, o Didi (11 anos) então... Ui, estava insuportável e eu já não sabia o que lhe fazer...
Jantámos em silêncio, apesar do olhar de cada um de nós gritar raios e coriscos a plenos pulmões...
Dei por mim a pensar que esta coisa da relação envolve pelo menos dois protagonistas e eu estava cansada, com saudades do homem e já tinha esgotado toda a minha pachorra numa ida ao parque, portanto, resolvi respirar fundo e... redimir-me! Pedi desculpa ao Didi:
Eu: Filho, desculpa! A mãe está cansada, estou sozinha, é fim-de-semana, a minha paciência ficou no parque... Mas vocês não têm culpa!
Ele: Mãe, eu é que estou esquisito. Desculpa! Gosto muito de ti!
Levantou-se, deu-me um beijo e abraçou-me... Ficámos assim, agarrados com força... em silêncio. Quando me soltou, olhou-me e deu-me uma festinha na cara.
Sabem aquela sensação de missão cumprida, de paz interior, de amor profundo?! Senti isso e muito mais!
Era o click que estava a faltar ali... Estávamos TODOS a precisar!
Eles crescem e pensamos que a necessidade de afecto diminui, mas não é verdade, simplesmente a forma que têm de pedir colo é que é diferente. A birra muda de forma, mas a intenção é a mesma... E, pelos vistos, a solução para a resolver, também!
Se até nós adultos precisamos de colo... E se eu estava a precisar!
E eu que só queria um casalinho...
A Mãe dos Quatro!
#eeuquesoqueriaumcasalinho
#amaedosquatro
#birracoletiva
#birra

Sem comentários:

Enviar um comentário