Translate

domingo, 9 de outubro de 2016

Ela não fala, ela grita...

Andei um ano a lamentar o facto da minha rica filha não dizer "mãe". Foram 365 dias de queixume...
Ah e tal que está quase a dizer "esfigmomanómetro", "anticonstitucionalissimamente", "otorrinolaringologista", "esternocleidomastóideo" mas "mãe"... NADA!
Agora, desde que aprendeu a palavrinha mágica que eu tanto ansiava, GRITA-A em 3 modalidades diferentes:
- Tipo claque de futebol a puxar pelo seu clube, com a aquela entoação típica: "Mãaaaaaae, Mãaaaaaae, Mãaaaaaae";
- Tal qual papagaio: "mãe, mãe, mãe, mãe, mãe, mãe, mãe, mãe,...";
- Grito típico de alguém que estás prestes a afogar-se: "Ó mãaaaaaaaaaaeeeeeeeeeeeeeee, Ó mãaaaaaaaaaaaaeeeeeeeeeeee, Ó mãaaaaaaaaaaaaaeeeeeeeeee!!!".
Além desta situação dramática, deixou de chamar pai ao homem. O que lhe chama?! Chama-lhe "mãe"! (Sempre fazendo uso de uma das 3 modalidades acima expostas).
Só vos posso dizer que é pior que tortura...
Ou seja, a natureza é sábia!
Não foi à toa que fez com que a miúda estivesse um ano para aprender aquilo que pensa ser o meu nome...
Agora pimba, aguenta! Queixume?! Nunca mais...
E eu que só queria um casalinho...
A Mãe dos Quatro!
#lánofundoadoro #mãe #mãesofre #amordemãe #agoraaguentacoração

Sem comentários:

Enviar um comentário