Translate

quarta-feira, 7 de setembro de 2016

Prazeres da vida...

Há certos prazeres na vida que só são entendíveis pelas famílias numerosas, como é o caso da minha.

O que para uns é irrelevante, para nós, os “mais que as mães” é de um gosto inestimável…

É o caso de um caixote do lixo vazio!

É coisa tão, mas tão rara que quando acontece apetece parar o tempo.

Temos um caixote do lixo gigante, daqueles que dá para o camião de recolha de contentores entrar por aqui a dentro e levá-lo. Cabe lá qualquer um dos meus filhos… Contudo, está quase sempre CHEEEEEIO!

Eu quando me dirijo ao nosso caixote do lixo faço-o a medo. É que o cenário pode ser assustador. Ou tenho de ser eu a tirar o maldito saco do lixo (que está roto ou pesado ou as duas coisas) ou tenho de fingir que ainda dá para colocar lá mais um elefante quando na verdade não entra nem um fósforo. 

Mas, o que custa AINDA MAIS, é estar com as mãos cheias de restos de peixe amanhado e ir a rezar para o caixote não estar a abarrotar, enfiar para lá as mãos, sentir em êxtase que está vazio, esperar para ouvir aquela coisada toda a bater no fundo do caixote e respirar de alívio, enquanto se volta à nossa faina, até entrar o marido pela cozinha a dentro e dizer: “epá tirei o saco mas esqueci-me de pôr lá outro…”

Eu fico estraçalhada por dentro! Até os meus pêlos da testa se eriçam!!!

Nunca sei o que fazer primeiro, se divorciar-me, se parar de fazer o jantar e ir limpar aquela trampa toda, se fingir que não ouvi e continuar a enfiar para lá todo e qualquer tipo de lixo e só depois obrigar o homem a tratar do assunto ou simplesmente gritar que nem uma louca (normalmente é a esta última opção que recorro).

O nosso caixote tem mais movimento do que o IC19 em hora de ponta e portanto bastam segundos sem repor o saco que dá logo asneira. Como é que o homem ainda não percebeu isso?! 

E a água da máquina do café?! Fica para outro dia…


E eu que só queria um casalinho,


A Mãe dos Quatro!
https://www.facebook.com/eeuquesoqueriaumcasalinho/

2 comentários:

  1. Ahahahahahahah sei tão bem o que isso é!!! E ainda só somos 5 cá em casa!

    ResponderEliminar